Sou uma ex-obesa

 

Flávia Inspiração

Meu nome é Flávia e sempre tive problemas com meu peso e facilidade para engordar. Fazia dietas malucas e perdia 10kg ou 12kg, cheguei até tomar sibutramina, porém, dietas milagrosas para mim não deram certo por muito tempo. Acabava engordando de volta sempre o dobro ou até o triplo do que havia perdido. Em dezembro de 2010, estava com 26 anos e me sentia uma senhora idosa, pois eu tinha dores para andar, subir escadas e até sentada sentia dores generalizadas pelo corpo, então que fui diagnosticada com fibromialgia. Como se isso bastasse, um dia a minha menstruação simplesmente parou. Procurei uma ginecologista para que me orientasse, pois não havia nenhuma possibilidade de gravidez. Ela disse que a minha menstruação havia parado devido ao excesso de peso. (Como assim?) Eu saí de lá incrédula, afinal não achava que estava tão gorda. Então procurei uma endocrinologista, a Dra. Francieli Bordin Nascimento, que após outras explicações e solicitações de vários exames hormonais disse que a colega ginecologista poderia ter razão. Fiz todos os exames e os resultados confirmaram que o excesso de peso havia interrompido a minha menstruação e na ocasião do retorno com a Dra. Fran eu me pesei com 89,9 kg e apenas 1,59 m de altura. A Dra. me passou o tratamento com vários remédios à princípio e o encaminhamento para que eu procurasse uma nutricionista.  Como era dezembro e os remédios me impediriam de tomar bebidas alcoólicas, pois eu iria viajar nas férias e com as festividades de final de ano achei que não haveria problema em postergar o meu tratamento. Porém; em janeiro depois de comer e beber bastante, algumas coisas aconteceram na minha vida pessoal e uma prima muito querida minha me deu um grande “chacoalhão”.  E a partir do dia 15.01.2011 decidi que ia fazer tudo diferente. De volta das férias marquei consulta com a Dra. Fran e já cheguei com novidades, então comecei a tomar um medicamento que ajudava a controlar um pouco a ansiedade, um dos meus graves problemas, pois ela me fazia comer mais e mais. Tomei o medicamento apenas um mês.  Peguei novamente encaminhamento para nutricionista e consegui a autorização no plano de saúde e somente em 27.02 comecei a minha dieta com a Dra. Ana Paula Glück Karam.  Nem preciso dizer que foi muito difícil começar. Chorava literalmente no consultório dela e me desesperei ao ver a minha realidade, pois eu já estava com Obesidade Grau 1 (quase chegando no 2) então tinha que emagrecer praticamente 30 kg!  Mas eu tinha um objetivo e saí de lá preparada para enfrentar as dificuldades que surgissem. No caminho de volta pra casa já passei na loja de produtos naturais e comprei alguns itens da dieta.

O começo da jornada

No primeiro mês de dieta e acompanhamento com as duas doutoras emagreci 7 kg e percebi que poderia conseguir resultados melhores se incluísse atividades físicas no meu dia-a-dia. Coloquei como meta fazer caminhadas diárias. Porém, um dia está muito quente e no outro chove e assim a gente fica encontrando desculpas para não se exercitar. No mês de abril percebi que se emagrecesse somente seguindo a  dieta ficaria flácida e enrugada e uma mulher nenhuma quer isso. Corri para me matricular numa academia que me atende muito bem sempre adequando o meu treino para o que eu preciso melhorar no meu corpo. Ao longo dos meses que foram passando percebi que não se tratava apenas de seguir uma dieta e malhar mecanicamente para ficar magra. Eu estava reaprendendo a comer e a fazer boas escolhas na hora das refeições. Sofri muito quando todos queriam comer pizza e eu só podia comer uma laranja. Mas hoje vejo que se eu tivesse cedido às “tentações” não teria conquistado o que tenho agora. Consegui aprender a me controlar, não é porque estou nervosa ou no período da TPM que preciso comer duas barras de chocolate. Antes eu achava que “descontava minhas frustrações na comida” porém, quando fazemos isso estamos descontando em nós mesmos.
Flávia Spala
  • Precisamos nos amar. E quem se ama não se maltrata deste jeito.
Em fevereiro de 2012 completei um ano de tratamento intensivo e hoje estou pesando 64 kg. Ainda não cheguei ao peso que tenho como objetivo: 60 kg. Mas agora é questão de tempo. Saí de um corpo de quase 90 kg, usando calças tamanho 48 (bem apertado) para hoje estar com 64kg, usando tamanho 40!!! Ainda quero chegar ao tamanho 38… e estou quase lá! Uma coisa que sempre digo para minha família e amigos é que antes quando eu ia comprar roupas e comprava o que “fechava” e o que servia. Hoje eu provo todos os tipos de roupa e todas me servem, é muito legal isso!
Acredito que não precisamos ser magras para sermos felizes, porém, enquanto eu estava gorda, era uma pessoa infeliz e não me amava e assim usava a comida como desculpa e penitência.  Não faça a mesma coisa com você!
Ninguém precisa passar por tudo que passei… basta se cuidar hoje!!

Câncer de Mama – Depoimento D. Maria da Penha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Desde sempre, desde a época da faculdade eu já sabia que seria nutricionista clinica, qual a diferença? Bem, na nutrição também temos um leque de opções, ou você atua na docência, na área hospitalar, em escolas, na área esportiva ou como responsável técnica em cozinhas industriais. Na área clínica que é minha especialidade atendo pacientes com diversas patologias (“doenças”), por isso os cito como pacientes, porque precisam ser cuidados. A obesidade é uma patologia e deve ser tratada como tal, entre outras patologias, uma das mais difíceis sem dúvida é o câncer. Paciente com câncer não vai encontrar a cura na nutrição, uma vez que já está instalado, mas sem sombras de dúvidas a nutrição é fundamental para passar pelo tratamento com sucesso. Quero compartilhar com vocês a história de D. Maria da Penha, minha paciente amada que também me ajudou muito quando eu estava doente, passou por tudo com muita fé e alegria, eita exemplo!!! D. Gilda..to esperando sua história também!!
“O câncer entrou na minha vida de maneira brutal, como furacão que destrói tudo o que vem na frente, me vi em um caminho sem saída, perto da morte. Fiquei vários dias como se estivesse flutuando sem chão. Até o dia que falei com Deus como se falasse com um amigo ou amiga, foi assim que encontrei força para lutar …”PESSOAS DO MEU CORAÇÃO??
Agradeço de mais todo carinho, a força e por acreditarem em mim!
Sinto-me engrandecida com todos que estiveram do meu lado.
Alguns podem achar que não deveria me expor! Mas quem me conhece sabe, que sou assim, certa ou errada sempre fui assim! Sempre fiz tudo com o coração! Não quero ser exemplo de ninguém e nem sou exemplo para
ninguém. Só quero que as pessoas tenham fé e acreditem em Deus Que nada esta definido até você definir! Quero só que as pessoas acreditem em si…
Que entendam que não somos vitimas… somos seres em
crescimento!
Que tudo na vida é aprendizado! Sim, estou em aprendizado, mais um de muitos que já tive, e que ainda virão.
Câncer de Mama, minha atual disciplina na escola da vida! Diagnosticado na mama ESQUERDA.
Tecnicamente estou curada! Ou seja, Tumor totalmente
retirado.
TRATAMENTO?
Termina ai? Nãooo, quimioterapia, tratamento preventivo! 6
sessões sou forte eu agüento… Fácil? Não, Difícil. Lembrança de uma
batalha!
Enjôos… Dores musculares tremendas,
CABELOS? Caem…melhor perder cabelos do que perder a cabeça, não é? e eles voltam, e voltam muito mais bonitos… Esta sou eu, jamais me perguntei “Porque comigo?”, e sim, Obrigado Pai, por ser comigo! E não com um membro da minha família, sofre ria bem mais… Medo? Da medo sim, mas sou valente e já passa. Hoje me reconheço mais forte, mais confiante, dando valores a valores que estavam esquecidos!
Celebrar a Vida! Sorrir sempre e não acreditar no que não me acrescenta nada!!Sou muito, muito , muito feliz! Durmo em Paz…Acordo com alegria…Vivo em Deus!

“Aprendi que cada momento é único e que é a gente, com a benção de DEUS, que faz a nossa própria felicidade! dia 7 de fevereiro, fiz minha primeira quimioterapia, e tenho fé, tenho Deus, minha família e meus Amigos, agora que venha a 2º, 3º, 4º e assim quantas precisarem. Depois da quimioterapia veio à radioterapia, no total 30 sessões, tempo de tratamento nove meses.”
“Deus, obrigado pela família maravilhosa que tenho especialmente meu esposo Vilmar. E filhos Michelli, Willian, e Kethleen que estão comigo nesse período tão difícil, obrigado meu Deus pelas oportunidades…”
Quero agradecer a todos pelo enorme Carinho que eu tenho recebido, obrigado de coração a LUTAREI ATÉ O FIM PELA MINHA CURA, SOU FILHA DO SENHOR, ELE ME ATENDERÁ….MEDICOS??
“Aos meus médicos Dr. Cássio, Pedro franco, Juliano, Aref, Cristiane, e Ana Paula… Que foram médicos e amigos neste período difícil. NUTRICÃO? Durante o período de tratamento tem que se alimentar se come é ruim, sem comer é pior, apesar da alimentação não ter sabor por causa da quimioterapia e a depleção faz com que você coma sem parar, acabei ganhando peso e a alta estima foi lá embaixo, careca e gorda, muito difícil. Dai entrou na minha vida a Dra. Ana Paula que foi um dos anjos da minha vida. Mais 12 meses de tratamento hoje estou muito bem comigo mesma e feliz… Até perdi mais peso do que eu estava antes do tratamento. PSICOLOGIA?Com tudo que passeie em meio à luta, como um soldado na guerra, depois da batalha me sentir fraca e cansada, e as idéias e os pensamento muitas vezes, me via perdida em meio um vazio.  Sem resposta pra minhas próprias pergunta, não desisti mais uma vez procure ajuda com a psicóloga Dra Cristiane mais uma vez venci. Hoje ainda estou em tratamento será por cinco anos, vou lutar sempre aconteça o que acontecer, venha o que vier.

 

Antes e depois de Lucas Sita

O que o Lucas fez?  2 anos de Alimentação balanceada + muito treino + suplementação correta!

IMG-20130926-WA0000 IMG-20130927-WA0000

 

 

 

 

 

Os comentários estão desabilitados.