O que é Disbiose Intestinal e como tratar?

Bom dia!?

Você já ouviu falar sobre “DISBIOSE INTESTINAL“? A Disbiose é um termo muito conhecido na Nutrição Funcional e que significa alteração da microbiota intestinal?, ou ainda, desequilíbrio da flora intestinal. Sabe-se que intestino é a base de todo o equilíbrio do organismo, sendo conhecido como nosso segundo cérebro.

Curiosidades:

? Você sabia que nosso trato gastrintestinal é responsável por 7 funções essenciais a nossa sobrevivência? ?? Digestão; Absorção; Função imune; Síntese de neurotransmissores; Produção hormonal; Detoxificação; Excreção.

Estômago: volume médio de 1,5 litros. Quando “vazio” 50 ml e até 6 litros quando completamente distendido.

?Gases: “Com odor” relacionado à digestão de proteínas; “Sem odor” relacionado à digestão de carboidratos devido ou ao excesso de fibra solúvel ou a deficiência enzimática.

? Antibióticos acabam com a flora intestinal por 10 meses, mesmo tendo hábitos alimentares saudáveis.

Quais os principais sintomas de uma disbiose?

✔️Diversos sintomas podem ser considerados. O primeiro sinal está relacionado ao mau funcionamento intestinal, este vem acompanhado de alterações da microbiota e da permeabilidade intestinal. Podem ser observados sintomas, desde gases intestinais fétidos, como também sintomas de má digestão. Ainda em relação aos sintomas, podem aparecer eructação e gases logo após a refeição, fezes alteradas, e diversos sintomas extra intestinais;

A disbiose pode levar a síndrome da hipermeabilidade intestinal e alterações do sistema imune.

✔️Sintomas na pele também podem estar relacionados à disbiose e, atualmente, sabe-se que dermatite atópica e diversas manifestações cutâneas estão associadas à permeabilidade intestinal;  “bolinhas” no braço podem ser um sinal de permeabilidade intestinal, mas pode ser também falta de vitaminas.

✔️Intestino solto ou constipado também é indicativo de DISBIOSE.

✔️ Outros sinais e sintomas indicativos de DISBIOSE:

    • Olheiras;
    • Bruxismo;
    • Língua branca;
    • Candidíase de repetição;
    • Acne na testa;
    • Aftas;
    • Gases;
    • Micose nas unhas (fungos);
    • Quando evacua fica sem a sensação de esvaziamento completo; fezes que melam papel.

Exame Microbiota Intestinal – Clique Aqui!

Consequências da DISBIOSE

  • Infecções de repetição podem ser causa e também consequência da disbiose, principalmente após o uso de antibiótico;
  • Dificulta o controle do colesterol;
  • Achatamento das vilosidades intestinais e perda da permeabilidade seletiva ??

Condições associadas aa Hiperpermeabilidade Intestinal

  • Doenças inflamatórias do intestino (colite ulcerativa, doença de Crohn, síndrome do intestino irritável)
  • Sintomatologia abdominal geral
  • Doença celíaca
  • Artrite, artralgia, mialgia
  • Acne e dermatites
  • Psoríase, eczema, urticária
  • Síndrome da fadiga crônica, cansaço
  • Autismo, hiperatividade infantil
  • Déficit de memória, concentração
  • Hepatite crônica, pancreatite crônica
  • Fibrose cística
  • Hipersensibilidades múltiplas a químicos
  • Hipersensibilidades alimentares
  • Problemas respiratórios, asma
  • Baixa tolerância a exercícios
  • Hipertensão
  • Doenças renais
  • Doenças autoimunes
  • Infecções recorrentes
  • Candidíase crônica (boca, esôfago, reto, ânus, genitais)
  • Microdesnutrição, anemias
  • Carcinogênese
SINDROME DA HIPERPERMEABILIDADE INTESTINAL: “Conjunto de condições clínicas que ocorrem quando o sistema de defesa da mucosa GI são suplantados, resultando na alteração dos mecanismos de transporte do enterócito e na destruição da mucosa intestinal”.

 

E quais as possíveis causas para o desenvolvimento da DISBIOSE?

  • Stress (↓ secreção do muco protetor, alteração da motilidade intestinal, ↓ imunidade)
  • Presença de parasitas/bactérias patogênicas
  • Alergias/hipersensibilidades alimentares
  • Hipermeabilidade intestinal
  • **Hipocloridria (saiba mais abaixo??)
  • Dieta com excesso de proteínas, gorduras e carboidratos
  • Constipação ou diarreia
  • Dieta de baixa qualidade
  • Uso abusivo de medicamentos (laxantes, anti-inflamatórios, anticoncepcional e antibióticos)

➡️SINAIS E SINTOMAS DE HIPOCLORIDRIA INTESTINAIS: Distensão abdominal e queimação; flatulência imediatamente após a refeição; indigestão, diarreia ou constipação; sensação de empachamento após as refeições; restos alimentares mal digeridos nas fezes; língua branca; mau hálito;

➡️SINAIS E SINTOMAS DE HIPOCLORIDRIA EXTRA-INTESTINAIS: Artrite; câimbras musculares; alergia alimentar; osteoporose; anemia ferropriva; coceira anal; parasitas intestinais e flora desbalanceada; acne, unhas fracas e quebradiças; candidíase crônica; náuseas após ingerir suplementos;

➡️DOENÇAS ASSOCIADAS A HIPOCLORIDRIA: Asma, doença celíaca, dermatite, doenças autoimunes, psoríase, lúpus, artrite reumatoide, hiper e hipotiroidismo, acne rosácea, eczema e vitiligo;

  • COMO SUSPEITAR DE MÁ ABSORÇÃO (atrofia das vilosidades):
    • Sintomas de má digestão;
    • Fezes excessivamente volumosas;
    • Queda de cabelo e unhas fracas (Zn, CaB2, queratina, B6);
    • Manchas nas unhas (Zn, Se, Ca, Fé, Vit A);
    • Pele excessivamente envelhecida e ressecada (complexo B, AGEs);
    • Avaliação Laboratorial: Vitamina B12, B9, Zinco, Cobre, Manganês;

 E como a dieta favorece a A DISBIOSE INTESTINAL?

    • Carência de fibras;
    • Carência de frutas e vegetais;
    • Carência de alimentos integrais;
    • Excesso de carboidratos simples;
    • Excesso de proteínas;
    • Excesso de gorduras;
    • Álcool;
    • Mastigação insuficiente;
    • Líquidos nas refeições;
    • Alergenos alimentares;
    • Déficit de Zinco;
    • Microdesnutrição;

Leia ??Como anda seu coco? – Clica aqui!

E qual é o tratamento para a Disbiose?

Bem, se você chegou até aqui, deve ter observado o quão é complexo e abrangente é o termo Disbiose, agora faz sentido a máxima sobre “tudo começa no intestino”, frase que repito exaustivamente em consultório, seja quando o paciente me procura para perda de peso, tratar dislipidemias (aumento do colesterol/triglicerídeos), dores reumáticas, doenças auto imunes…e por aí vai.

 

Para o tratamento da DISBIOSE na Nutrição Funcional utilizamos o PROGRAMA DOS 6 Rs, que consiste em:

Remover: patógenos, xenobióticos, e alergénos alimentares;
Reparar: diminuir permeabilidade intestinal, dieta não irritativa, nutrientes de crescimento
Recolocar: estimular produção de enzimas digestivas, ácido clorídrico
Reinocular: probióticos e prebióticos
Reequilibrar: Estilo de vida, sono, stresse
Reavaliar: reavaliar sintomas iniciais e avaliar o tratamento

A colonização do trato gastrintestinal é “temporária” e não permanente; não é porque eu tratei uma vez, que não vou ter mais disbiose; sempre é necessário vigiar;

 

Para finalizar em relação ao tratamento da DISBIOSE é que não existe uma receita pronta para todos os pacientes, senão não trataríamos cada indivíduo, que é um dos preceitos da Nutrição Funcional. Existe o protocolo 6 rs que é a base do tratamento da DISBIOSE, mas deve ser aplicado de forma individual a partir de um rastreamento metabólico e de sinais e sintomas. O nutricionista FUNCIONAL é o profissional capacitado para orientação do protocolo.

Agora me conta, você sabia de tudo isso? se identificou com algum sintoma, ou conhece alguém que apresente? Vamos tratar? Me contate – clica aqui!

Exame Microbiota Intestinal – Clique Aqui!

https://anapaula.kanudigital.com/wp-content/uploads/2018/01/omelete-com-farelo-de-aveia-1.jpg – Nutricionista Clínica Funcional

Não encontrou o que estava procurando? Busque no site

Não Emagreço: Genética ou Comportamento?

Bom dia! A verdade é que sua genética conta, mas seu comportamento e suas emoções…

Croutons de Batata Doce

Bom dia! A receitinha de hoje são croutons de batata doce, uma delícia que pode…

Alimentação na Artrite Reumatóide

Bom dia! Se você chegou até esse post, provavelmente sofre com a Artrite Reumatóide ou…

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Chame no WhatsApp